Crise econômica, coronavírus, o que a astrologia fala sobre isso?

Um período muito ativo, com muitas questões vindo à tona. Muita energia está sendo gerada. Coronavírus já se tornou uma pandemia pela OMS. A economia está em crise. Muitas pessoas estão assustadas. Muitas incertezas estão rondando e uma grande recessão está sendo falada.

Saturno, Plutão, Júpiter e Marte se encontram no signo de Capricórnio.

O que podemos analisar disso?

1 – O encontro de Saturno com Plutão em Capricórnio promete uma reestruturação das configurações de poder. Algo se desconstrói para algo novo se solidificar. É um momento de reconstrução em termos sociais e individuais.  Plutão é um planeta que traz transformações profundas. Quando combinamos o símbolo de Saturno com o de Plutão trazemos uma ressignificação profunda das nossas bases que só são possíveis e meio a uma crise de estrutura. Esse encontro começou em dezembro de 2019 e antes dele tinha ocorrido só em 1518 no signo de Capricórnio.

2- Saturno e Plutão se encontram sempre em tempos de guerra e recessão. O último encontro deles aconteceu 8 de novembro de 1982 o que coincidiu com o fim de uma recessão. Historicamente esses dois planetas geram mudanças econômicas quando se encontram.  Saturno encontrou Plutão entre 1914/1915 no início da Primeira Guerra Mundial também encontrou Plutão em 1947 no fim da Segunda Guerra Mundial.

3- Para deixar esse encontro mais intenso em 2020 Júpiter foi adicionado ao processo de Saturno com Plutão, somando uma energia de expansão que alastra, propaga e aumenta a crise de reestruturação. Júpiter com Saturno e Plutão faz com que muitas fronteiras sejam fechadas e aumenta ainda mais a energia da restrição na sociedade. Tudo que Júpiter toca se amplifica, nessa caso se amplifica uma reestruturação impactante ( Saturno + Plutão). Saturno e Plutão também fazem correlação com medo e pânico, com Júpiter amplificando essa energia as pessoas ficam mais temerosas. Sempre que 3 planetas lentos se encontram uma condição de marca na humanidade é criada.

4 – Se 3 planetas já geram tanta energia, pensa que Marte acabou de se encontrar com Júpiter, Saturno e Plutão trazendo uma força inflamada para o processo de reestruturação que está ocorrendo.

Para onde vamos?

Saturno chega em Aquário dia 21 de março então o isolamento gerado pela doença deve continuar como pano de fundo global. Aquário rege grupos, eventos coletivos e Saturno gera restrições. Restrições em shows, exposições e eventos sociais devem continuar acontecendo.

Com Urano em Touro maneiras alternativas de se fazer dinheiro emergem dessa crise e reestruturação econômica. O céu pulsa no elemento Terra então a consciência dos nossos recursos e dos nossos limites é aclamada. O céu pede restrições e uma ressignificação dos nossos alicerces.

Com as viagens sendo restritas, deixamos de ter certos elementos como garantidos para uma transformação na consciência da humanidade. Capricórnio vem pedir um olhar pragmático e realista para a as bases da sociedade.

Espiritualmente estamos num momento de nos questionarmos sobre o quanto nosso mundo e nossa experiência pode ser frágil. O quanto tantos elementos que temos como garantidos podem um dia não fazer parte mais do nosso convívio. O momento abre canais para transformações profundas.